domingo, 1 de março de 2009

RESENHA DO TEXTO: A ALFABETIZAÇÃO CIENTÍFICA NA SÉRIES INICIAIS


Resenha do texto: alfabetização científica nas séries iniciais

Trabalho apresentado ao Curso Pedagogia Mod. VI da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Fundamentos da Alfabetização. Fundamentos e metodologias do Ensino de Ciências.
Orientador: Prof. Andréia F. Zômpero


Resenha


Alfabetização Científica nas séries iniciais.


O texto aqui resenhado é dos autores Leonir Lorenzetti e Demétrio Delizoicov, sendo o primeiro mestre e doutor em educação científica e o segundo doutor em educação, juntos escreveram o ensaio: Alfabetização Científica no contexto das séries iniciais, fundamentam este estudo em vários autores. Iniciam o texto enfatizando as diferenças dos conceitos de alfabetização e letramento. Sendo a alfatização um processo permanente, em que o sujeito não esgotará suas experiências de aprendizagem na leitura e escrita alcansando conhecimentos necessários para entender as mudanças ocorridas na sociedade na qual está inserido.
Os autores supracitados dizem também em seu trabalho que o letramento é o uso que as pessoas fazem da leitura e escrita em seu contexto social, diante de uma gama de informações que recebem dia a dia e compreendem os seus significados. Relacionando os dois conceitos, percebemos que é importante o professor tenha em mente a distinção e as relações entre alfabetização e letramento para melhor desenvolver seu planejamento e sua prática pedagógica no ensino de ciências.
Sendo o ensino de ciências voltado basicamente para a construção de conceitos e princípios pela própria criança, a manifestação destes conceitos dá-se através da fala, assim na medida em que o ensino de Ciências possibilita a ampliação da linguagem da criança, também estará possibilitando a percepção de uma realidade mais ampla.
O professor deve desenvolver atividades com revistas cientificas, visitas a museus, zoológicos, indústrias, hortas, jardins, videos educativos, estações de tratamento de água, leitura de artigos científicos, uso do computador, internet, enfim organizar aulas que permitam adquirir novos conhecimentos, integrando essa aprendizagem de Ciências com a alfabetização científica sendo essa necessária para que a criança entenda as questões de ciências e tecnologia.

Portanto um ensino de Ciências que não produzir modificações na ação e no comportamento dos educandos não pode ser um bom ensino.
Conclui-se que os autores idealizam o ensino de Ciências nas séries iniciais através de atividades pedagógicas desafiadoras e inteligentes, as experiências devem promover uma participação alegre e curiosa das crianças, dando-lhes o prazer de fazerem descobertas pelo próprio esforço.
Os autores de forma coerente, incentivam os educadores a pensar e refletir sobre sua prática pedagógica no ensino de Ciências e propoem algumas mudanças que são relevantes.
Assim o ensino de ciências estará integrando o pensamento e a linguagem, levando às crianças a uma leitura de mundo mais consciente, auxiliando uma efetiva alfabetização das crianças.



Referências


LORENZETTI, l. DELIZOICOV, D. Alfabetização científica no contexto das séries iniciais ENSAIO: Pesquisa em educação em ciências – VOL 3, N1. Junho 2001.

MORAIS,Raquel, O ensino de ciências e alfabetização nas séries iniciais. Editora SAGRA, Porto Alegre 1992.

Um comentário:

  1. Ficou muito legal seu blog, gostei do artigo muito interessante!!!!!!!

    ResponderExcluir